Semana Acadêmica de Design de Moda: 1º DIA

Oi galera!! Como disse, estamos cobrindo a Semana de Design de Moda, eu e a blogueira também psicóloga, minha amiga Seliane Ventura (Blog Loucuras no Divã).

Bom, hoje foi o primeiro dia e contamos com a palestra da Design de Moda Rosane Carvalho, intitulada "Design e Identidade".



Rosane Carvalho é formada em Design de Moda e atua em Ubá - MG. Com um vasto currículo, hoje ela é Coordenadora de Estilo e Designer na empresa Manga Designer. Com muita propriedade e conhecimentos, ela começou a palestra falando sobre o que é Identidade e como essa definição é empregada dentro da moda.

* Usa-se a Identidade na moda quando em suas criações os designers se inspiram na cultura em que vivem, dando valor à comunidade, às tradições, festas populares, enfim, tudo o que esteja na cultura pode ser usado como fonte de inspiração para produções. 
* Ressaltou a importância dos designers valorizarem a sua própria cultura e não somente a reprodução dos estilos europeus nas roupas e objetos que são vendidos em nosso país.

A designer fez também um breve relato da história da moda, começando com os primeiros trabalhos criados nos países escandinavos e nórdicos, enfatizando a criação de produtos com design mais simples e que fossem mais democráticos e voltados ao social. Ao mesmo tempo que são antigas essas obras, tornam-se tão atuais que ainda se fabricam roupas e móveis desenhados há mais de cinquenta anos, marcando assim a sofisticação, mas atualmente com preços acessíveis.

Um exemplo dessas criações da escandinavas, cita-se a famosa cadeira de Verner Panton, sendo fabricada até hoje.

Na criação das peças escandinavas, ressaltava-se o foco na democracia, no acessível a todos, sendo que as obras eram feitas com funcionalidade e eliminação de supérfluo. Além disso, a história aponta para uma moda que propicie qualidade de vida para as pessoas, que elas se vistam e tenham peças belas em suas casas, vivendo a beleza em seu dia-a-dia.

Uma fala marcante diz respeito à proposta de que o belo, a beleza das peças e roupas de moda devem ser democráticas, no sentido de que se faça moda a preço justo, acessível a classes mais baixas da população e acabar com aquela história de que roupa barata é para classe C. Mostrou a importância de se desenvolver roupas de boa qualidade, a valorização de tecidos e materiais nacionais para a confecção da moda e a sustentabilidade no processo de confecção.

Falou ainda de modalidades de lojas que vendem produtos à preço acessíveis no Brasil e na Europa, sendo de qualidade. Porém, no Brasil, essa modalidade ainda é pouco difundida.

No que diz respeito às referências da moda para decoração e também para vestuário, um ponto marcante foi a história de grandes empresas como Marimekko, com conceitos usados até hoje.

Exemplo: Primeira estampa da Marimekko




Outras estampas:



Para finalizar a palestra, falou sobre os segmentos da moda que cada vez mais utilizam o mundo digital para tornar seus produtos visíveis no mundo. Plataformas, blogs, sites, lojas virtuais e até lojas que levam as roupas para a compra à domicílio são oferecidas aos clientes. Moda acessível às pessoas.

--
 Gente, foi um relato breve de toda a palestra. No intervalo, eu e a Seliane fomos conhecer, junto com  a professora Alexandra Santos Matos, os laboratórios onde os alunos aprendem sua profissão.
Conhecemos os laboratórios de modelagem, corte, costura, tecelagem e desenho.






Depois dessa pausa, foi a vez da Palestrante Maria José Rosa Campbell passar suas experiências e dicas para os participantes. Ela é engenheira de produção e atualmente trabalha na empresa Bocejinho em Eugenópolis.



Com uma experiência de sucesso em seu ramo, Maria José falou sobre o processo da produção de vestuário, enfatizando os resultados que obteve na empresa em que trabalha. Comentou sobre o papel do engenheiro de produção neste contexto, sobre o passo a passo da linha de produção, desde o recebimento da matéria-prima ao setor de faturamento, frisando que se deve ter conhecimento de todo o processo para um resultado excelente.

Relatou como utilizar a ferramenta MASP (Métodos de Análises de Soluções de Problemas) para otimizar a produção e diminuir erros.


 O PCP (Planejamento e Controle de Produção) se mostra de fundamental importância no ramo.

  

Enfatizou ainda a necessidade de integração da equipe e da postura do Design de Moda dentro de uma equipe de produção de vestuário.

Eu amei cada palestra e ao final, tiramos fotos!! Ah! Encontrei uma prima minha por lá que tá formando esse ano! Parabéns Magda pela profissão que vai trilhar a partir de agora.





Até a próxima! Logo postarei o segundo dia!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ELIZA MACEDO
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL