Tendência Animal Print!

Olá garotas. Venho recebendo muitos pedidos para falar um pouquinho da tendência Animal Print.
Na Fashion Rio, foi um dos destaques, ao lado das estampas étnicas, preto e branco e estampados.
Para o Alto Verão 2014, essa tendência vem com tudo e ganha um lugar no coração das garotas.Seja pela oncinha, zebrinha ou cobra, elas te deixam elegante e despojada.
A tendência que está no mundo da moda há algum tempo se reinventa a cada estação, a estampa de bicho continua em forma de onça, zebra, girafa e muito mais.
Nos desfiles de verão 2014 o animal print foi destaque nas passarelas!



Breve história: Animal Print e a Moda

Estampas de animais, assim como suas peles, são populares desde o século 18, por remeterem ao universo exótico da África e seus animais selvagens. Antes disso, a pele de animal era usada por reis e nobres como símbolo de status e de poder. Ainda dentro dessa esfera, o exótico africano representa características como fuga (da realidade), viagens, aventura, ousadia, luxo e diversidade. Se, num primeiro momento, as estampas de animais estavam presentes no vestuário através do uso de peles, aos poucos desenho e pele foram se distanciando, sobretudo pela militância de grupos defensores dos animais, como a PETA, e pelo fato de a pele ser um material mais raro e, consequentemente, mais caro.

Historicamente, pode-se dizer que o filme Tarzan, nos anos de 1930, foi um marco inicial e ajudou a promover no mundo da moda as estampas de inspiração africana. Um dos exemplos disso é o vestido assimétrico, criado em 1936 pela famosa casa francesa Busvine, feito com estampa de leopardo. Na mesma época, a estilista francesa Jeanne Paquin criou alvoroço ao introduzir o uso de peles de leopardo em suas coleções. Em 1947, Christian Dior foi o primeiro a usar a estampa de onça, e não a pele, em um vestido apropriadamente chamado África, para sua coleção primavera-verão. Nos anos 50, Roger Vivier, conhecido por ter criado os saltos stilleto, pôs o animal print em acessórios como bolsas e sapatos, antecipando o que é comum nos dias de hoje. Já na década de 1960, Jackie Kennedy surgiu vestindo um casaco de pele de leopardo, criado por seu estilista Oleg Cassini, e rapidamente fez a peça se tornar ícone de estilo e de luxo. Através do figurino de grandes divas como Marilyn Monroe, Catherine Deneuve e Ursula Andress, o cinema dos anos 50 e 60 ajudaram a difundir na época a moda das estampas de animais como símbolos de elegância e sofisticação. Quem não se lembra também de Yves Saint Laurent e seu fascínio por viagens, safáris, roupas e estampas de animais?

Entre altos e baixos, as estampas de animais seguiram firmes seu curso até o século 21. Cada vez mais diversificadas em seus usos, seus significados também se ampliaram, assim como os diversos suportes em que surgem. Se, atualmente, vestir pele autêntica não é mais sinônimo do glamour hollywoodiano dos anos 50, o animal print continua causando impacto nas ruas, nas plateias das semanas de moda e em coleções recentes, como a jaqueta zebrada de John Galliano para o desfile 2009 da Dior e toda a coleção primavera-verão 2012/2013 da maison de luxo Kenzo. Tendência, atemporal, clássico, brega ou chique? Talvez, o segredo do sucesso das estampas de animais é ser tudo isso ao mesmo tempo.

Resolvi postar também o meu look!
 Se quiserem, mandem o seu para postar no blog pelo email: angulodamoda@gmail.com ou poste sua foto em nossa página do facebook: https://www.facebook.com/moda.angulo





(Colaborador do material: modamodamoda.com.br)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ELIZA MACEDO
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL